Sarrafiore chama D’Ale de fenômeno e vibra com “chance da vida” no Inter

Apresentado nesta quarta-feira, argentino recebe a camisa 29 do Colorado e se diz ansioso para atuar pelo novo clube, após deixar o Huracán em negociação polêmica

Martín Sarrafiore viveu os últimos seis meses envolto em ansiedade para deixar para trás toda uma polêmica com o Huracán, seu clube formador, e enfim dar os primeiros passos de uma nova vida pelo Inter. Em Porto Alegre, o argentino foi recebido com festa por uma torcida em polvorosa e esperançosa com os frutos que seu futebol poderá render ao Colorado. E o jovem de 20 anos tem todas esse contexto bem claro em sua mente para os próximos três anos e meio de Beira-Rio.

Apresentado pelo clube nesta quarta-feira, o argentino recebeu a camisa 29 colorada das mãos do vice de futebol Roberto Melo e vestiu-a sorridente, antes de revelar dificuldades com o período de inatividade na Argentina. Após a recepção calorosa e a enxurrada de mensagens de carinho dos torcedores nas redes sociais, o gringo ainda mostrou saber da responsabilidade que o espera no Inter.

– O período antes de vir foi difícil. Não passei bem, mas ficam as melhores recordações do Huracán, tenho muitos amigos dos quais gosto muito. É uma responsabilidade grande. É uma grande chance da minha vida. Quero aproveitar – disse o gringo, ainda em espanhol.

Com a adaptação ao Inter “facilitada” pelos gringos do elenco, Sarrafiore logo manifestou sua admiração por D’Alessandro, a quem chamou de “fenômeno”. O argentino se diz ansioso para atuar ao lado do capitão colorado e compatriota e espera colocar em prática o mais breve possível suas características de jogo.

– Sou um jogador que gosta de ter a bola, que está em contato seguido com o jogo. Que gosta de driblar, chutar a gol. E gosta de jogar com a equipe. Andrés (D’Alessandro) conheci agora. Me tratou muito bem nestes dias. É um jogador que deixou muita história aqui no clube. É um grande companheiro. Como jogador, não tenho palavras. É um fenômeno – elogia.

Aposta no futuro e polêmica

Sarrafiore chamou a atenção do Inter após se destacar pelo Huracán na disputa da Copa Ipiranga Sub-20, realizada no Rio Grande do Sul, no ano passado. Capitão e camisa 10 da equipe, o meia anotou quatro gols para levar a equipe à semifinal da competição. Seu talento logo despertou os olhares dos observadores colorados. Atento aos prazos contratuais, o Inter agiu rápido para firmar o pré-contrato com o jogador, numa investida que desagradou o Huracán.

O clube promete entrar com uma ação na Fifa com a alegação de que o Inter “aliciou” o jogador para seduzi-lo a assinar o pré-contrato. A intenção do Globo – como é chamado por seus torcedores – é de fazer com que o Colorado pague os US$ 10 milhões (cerca de R$ 38,6 milhões) referentes à multa rescisória do atleta. A diretoria colorada, por sua vez, considera a investida um “barulho” e se vê segura com a contratação do atleta.

Irritados também com o jogador, os argentinos frearam suas intenções de promover Sarrafiore ao time principal em janeiro. A joia permaneceu em trabalhos separados até deixar a Argentina rumo a Porto Alegre. Assim, o discurso da direção colorada é de cautela, mesmo que seus torcedores estejam em polvorosa com a contratação. O jogador passará por um processo de adaptação ao novo clube e tem previsto todo um planejamento de reforço muscular e maturação física. A expectativa é de que renda frutos a longo prazo.

Natural de Villa Ballester, na região de Grande Buenos Aires, Sarrafiore é considerado uma promessa do futebol argentino. Formado nas categorias de base do Huracán, ele também acumulou experiências nos times infantis de Boca Juniors, Manchester City e Barcelona. Mas ainda não disputou uma partida oficial por uma equipe profissional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: