Policiais são recebidos a tiros durante operação contra tráfico de drogas em Alvorada

Um homem foi preso em flagrante; ele chegou a usar os próprios filhos como escudo durante troca de tiros com a polícia

Cerca de 150 policiais civis cumpriram 25 mandados de busca em Alvorada, Canoas, Viamão, Porto Alegre e Guaporé Polícia Civil

Policiais civis foram recebidos a tiros no bairro Aparecida, em Alvorada, na manhã desta sexta-feira (14), durante operação contra o tráfico de drogas. O objetivo da ação – deflagrada em quatro cidades da Região Metropolitana e em Guaporé – é desarticular pontos de vendas de entorpecentes de integrantes de uma facção que, em setembro, atiraram contra viatura da Polícia Civil na Vila Farrapos, zona norte de Porto Alegre.

Nesta sexta, um grupo de sete policiais civis foi cumprir mandado de busca e apreensão em Alvorada e foi surpreendido por um dos integrantes da organização criminosa. O homem, que ainda não teve o nome divulgado, estava em uma casa e descarregou um revólver calibre 38 contra os agentes, que revidaram.

O tiroteio durou cerca de um minuto, mas ninguém ficou ferido. O criminoso não se rendeu e se escondeu atrás de dois filhos que também estavam na residência, usando as crianças como escudo. Os policiais entraram no local e tiveram de imobilizar o homem, que foi preso em flagrante.

Operação policial

A operação contou com 150 agentes, que cumpriram 25 mandados de busca e apreensão em Alvorada – onde houve a troca de tiros –, em Porto Alegre, Canoas, Viamão e em Guaporé. O alvo da investigação do Departamento de Investigações do Narcotráfico (Denarc) é uma facção criminosa que tem base no Vale do Sinos, mas que também atua nos bairros Humaitá e Navegantes, além da Vila Farrapos, todos na zona norte da Capital.

O grupo também é suspeito da prática de lavagem de dinheiro ao investir no comércio local. O diretor de investigações do Denarc, delegado Mario Souza, diz que a apuração durou nove meses e que foram feitas dezenas de denúncias contra os traficantes.

— Estamos desarticulando pouco a pouco os pontos de vendas de drogas deste grupo. Sobre o tiroteio, felizmente ninguém ficou ferido e o risco foi grande, principalmente porque havia familiares do criminoso na residência. Parabéns aos policiais que prenderam o investigado — ressaltou.

Fonte: GaúchaZH

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *