Para a história: Cristiano Ronaldo fecha ciclo pelo Real e acerta com a Juventus

Craque português encerra sua passagem pelo futebol espanhol após nove anos. Maior artilheiro da história merengue deixa o clube após trajetória vitoriosa e marcada por quebras de recordes

O ciclo vitorioso e histórico de Cristiano Ronaldo no Real Madrid chegou ao fim. Após nove temporadas no clube espanhol – onde se tornou ídolo, conquistou títulos, quebrou recordes e se tornou lenda – o luso teve sua transferência para a Juventus sacramentada. O clube merengue confirmou nesta terça-feira, em comunicado oficial, que aceitou a proposta da Velha Senhora, sem citar valores, e agradeceu pelos serviços prestados a quem chamou de “um dos mais brilhantes da história”.

Logo após o anúncio, o Real divulgou uma carta escrita por Cristiano Ronaldo, na qual o craque agradece aos torcedores e fala sobre a necessidade de “abrir uma nova etapa”. CR7 apontou que pediu ao clube que fosse transferido, solicitando a compreensão de todos os torcedores. 

“Refleti muito e sei que chegou o momento de um novo ciclo. Me vou, mas seguirei sempre sentindo como algo meu esta camisa, este escudo e o Santiago Bernabéu, esteja onde estiver”, escreveu.

“O Real Madrid será sempre a sua casa”

Em nota, o clube merengue frisou que atendeu aos pedidos do craque, mas deixou as portas abertas para o jogador, afirmando que Ronaldo “marcou uma das épocas mais brilhantes do clube e do futebol mundial”. O clube também destacou que Cristiano sempre será um grande símbolo da equipe e referência para as próximas gerações.

Para a história

Cristiano Ronaldo chegou ao Real Madrid, em 2009, com status de craque, vencedor da Liga dos Campões com o Manchester United e eleito o melhor jogador do mundo no ano anterior. Por isso, cerca de 85 mil pessoas recepcionaram o então jogador de 24 anos no dia 6 de julho, no Santiago Bernabéu. Os merengues pagaram 94 milhões de euros (R$ 431,6 milhões na cotação atual) e viram o investimento se transformar em títulos, quebra de recordes e glórias para o clube.

Foi um casamento de exatos nove anos, desde a apresentação em Madri ao anúncio da Juventus. Durante os 3.291 dias em que Cristiano Ronaldo defendeu a camisa do Real Madrid, o craque ajudou o clube a reconquistar a Europa, com quatro títulos de Liga dos Campeões. Ainda se tornou o maior artilheiro da história do clube, com 450 gols em 438 jogos: média de 1,02 gols por partida.

Por ironia do destino, a próxima casa de Cristiano Ronaldo é justamente uma das maiores vítimas do atacante. O artilheiro marcou gols em todas as sete vezes que jogou contra os Bianconeros. Ao todo foram dez gols, incluindo a bicicleta no jogo de ida das quarta de final da última Champions League.

Pelo Real Madrid, o craque português protagonizou uma disputa saudável com o argentino Lionel Messi, em busca de uma hegemonia no futebol espanhol. Enquanto o jogador do Barcelona conquistou mais títulos nacionais, CR7 teve maior brilho nas competições internacionais. Desde 2008, a dupla se alterna no posto de Melhor Jogador do Mundo. Com cinco títlulos, Cristiano Ronaldo é favorito a vencer o prêmio novamente este ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *