Motorista de aplicativo de Alvorada desaparecido é encontrado morto em Viamão

Corpo de Sidney Moreira, 41 anos, foi encontrado às margens da Estrada Acrísio Prates

O corpo do motorista de aplicativo Sidney Moreira, 41 anos, que estava desaparecido desde a noite de sexta-feira (20), foi encontrado na manhã deste domingo (22), às margens da Estrada Acrísio Prates, em Viamão, na região metropolitana de Porto Alegre.

De acordo com a Brigada Militar, o motorista foi localizado por uma pessoa que passava pela região. O irmão do motorista reconheceu o corpo. O carro utilizado por Moreira – um Renault Kwid branco – também foi encontrado na manhã deste domingo, na RS-040, em Viamão, a 16 quilômetros do local onde estava o cadáver. Uma análise preliminar do veículo não identificou marcas de sangue ou cápsulas de armas.

Já no local onde foi encontrado o corpo havia sinais de violência e estojos de arma de fogo, o que poderia indicar se tratar de um latrocínio (roubo com morte), conforme nota da Polícia Civil.

As buscas ao motorista foram iniciadas pela família ainda na madrugada. O irmão dele conta que teve acesso ao trajeto da viagem e, acompanhado de amigos da família, fez todo o percurso até encontrar o corpo.

Nas redes sociais, a esposa de Moreira informou que o último contato com ele foi às 19h de sexta. “Depois celular somente desligado. 
Ele trabalha pelo aplicativo no máximo até as 21:00”, postou.

Além da mulher, o motorista, que morava em Alvorada, deixa uma filha de sete anos e quatro irmãos. Segundo parentes, a família ficou acordada durante a madrugada, esperando por notícias dele.

Um dos irmãos, que preferiu não se identificar, relatou que Moreira não tinha medo da violência.

— Eu que pedia para ele se ligar — afirmou.

Apesar disso, o motorista evitava trabalhar à noite. Conforme a família, ele estava há seis meses trabalhando no aplicativo. A Uber confirmou que ele era cadastrado no aplicativo e que está acompanhando o caso (veja nota abaixo)

Perícia identificou o corpo de Sidney na manhã deste domingo (22)
Hygino Vasconcellos / Agência RBS

Confira o posicionamento da Uber:

Nossos sentimentos de mais profundo pesar vão para a família de Sidney. A Uber lamenta profundamente que motoristas parceiros sejam alvo de violência, uma vez que vão às ruas todos os dias para contribuir com a mobilidade de nossas cidades e gerar renda para suas famílias. Vamos trabalhar com as autoridades para apoiar as investigações da melhor forma possível para que o responsável seja levado à Justiça o mais rapidamente possível.

fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: