Marcelo Lomba falha e Inter leva empate do River Plate nos acréscimos

O Internacional vencia o River Plate até os 48 minutos do segundo tempo

Uma falha de Marcelo Lomba acabou em gol de Lucas Pratto e definiu o placar em 2 a 2 pela última rodada do grupo A da Libertadores, no Monumental de Nuñez. Sobis tinha feito dois gols pelo time gaúcho. Alvarez marcou o outro do River. Ambos os times já estavam classificados. O Colorado é primeiro no grupo com 14 pontos. O River soma 10. Classificado, o Inter espera a conclusão da fase de grupos da Libertadores. Pelo Brasileiro, o Colorado volta a campo no próximo domingo às 16h (de Brasília), no Beira-Rio, para enfrentar o Cruzeiro.

Sobis tinha feito dois gols pelo time gaúcho. Alvarez marcou o outro do River. Ambos os times já estavam classificados. O Colorado é primeiro no grupo com 14 pontos. O River soma 10.

Classificado, o Inter espera a conclusão da fase de grupos da Libertadores. Pelo Brasileiro, o Colorado volta a campo no próximo domingo às 16h (de Brasília), no Beira-Rio, para enfrentar o Cruzeiro.

Foi bem: Sobis marca de pênalti e com bola em curva

Rafael Sobis marcou o gol de empate do Inter ainda no primeiro tempo. E a batida que parou nas redes contou com uma curva impressionante, “matando” o goleiro Armani que nem mesmo se atirou para tentar a defesa. No segundo tempo, coube ao atacante virar o jogo em cobrança de pênalti.

Foi mal: Lomba falha em gol decisivo

Marcelo Lomba falhou feio. Em um cruzamento simples, ele errou o tempo de bola e afastou nos pés de Pratto, que marcou aos 48 minutos do segundo tempo o gol de empate.

Zeca repete atuação segura na defesa

O lateral direito Zeca repetiu suas últimas atuações. Foi seguro na marcação e não teve qualquer interferência nas jogadas criadas pelo River. O jogador espanta, a cada dia, a chance do Colorado investir em outro atleta para concorrência por lugar na equipe.

Inter começa bem, se desestabiliza, mas cresce no fim

O Internacional começou bem. Ainda que não tenha criado muitas chances, a principal tinha vindo com Nico López e parado em Armani, o Colorado conseguiu conter as principais jogadas do River Plate e criava boas alternativas em cruzamentos. Faltava o acabamento para concluir de forma mais perigosa. Porém, o quadro se alterou sensivelmente aos 34 minutos da etapa inicial. Com o gol do River Plate, originado em um lance de impedimento não marcado, o time passou por um momento de instabilidade. O River, então, criou ao menos mais duas chances em seguida, com Pratto e De La Cruz. Perdeu ambas. A tranquilidade só voltou com o gol de empate de Sobis. No segundo tempo, o Colorado adiantou as linhas e passou a povoar o campo rival. Não demorou a virar, de pênalti, e conseguiu controlar as ações, dentro do possível, até o fim. Não contava, porém, com gol do River nos acréscimos.

River monta mesmo sistema que gerou problemas no Brasil

O River Plate montou na Argentina o mesmo sistema que causou problemas no Beira-Rio. O Inter abriu dois a zero em casa, mas no segundo tempo Marcelo Gallardo posicionou De La Cruz pela esquerda de ataque, forçando a saída do centro de Rodrigo Dourado e abrindo espaço para outros jogadores. Dessa vez foi Palacios que atuou por ali e, da mesma forma, criou muitos problemas ao clube gaúcho.

Ídolo local, D’Alessandro entra no fim

Um dos ídolos do River Plate, onde começou sua carreira e despontou para o futebol, D’Alessandro entrou no fim do jogo. Pendurado em razão dos cartões amarelos, o camisa 10 teve minutos reduzidos por causa do temor de uma advertência o fazer perder o jogo de ida das oitavas de final. Quando entrou, foi aplaudido até mesmo pela torcida do River.

FICHA TÉCNICA

RIVER PLATE 2 X 2 INTERNACIONAL

Data e hora: 07/05/2019 (Terça-feira)

Local: estádio Monumental de Nuñez, em Buenos Aires (Argentina)

Árbitro: Piero Maza

Auxiliares: Alejandro Molina e Edson Cisternas

Cartões amarelos: Rafael Sobis, Cuesta, Moledo (INT); Lollo, Pratto (RIV)

Gols: Alvarez, do River Plate, aos 34 minutos do primeiro tempo; Rafael Sobis, do Inter, aos 44 minutos do primeiro tempo e aos 14 minutos do segundo tempo; Pratto, do River, aos 48 minutos do segundo tempo;

RIVER PLATE Armani; Mayada, Rojas, Lollo e Angileri; Zuculini (Enzo Pérez), De la Cruz, Ferreira (Fernández) e Palacios (Carrascal); Julián Alvarez e Pratto. Técnico: Marcelo Gallardo

INTERNACIONAL Marcelo Lomba; Zeca, Moledo, Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Rodrigo Lindoso, Nonato (Patrick), Nico López (D’Alessandro) e Guilherme Parede; Rafael Sobis (Pottker). Técnico: Odair Hellmann.

 

Fonte: UOL Esportes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *