Guerrero decide, Inter vence o Palestino e vai às oitavas da Libertadores

Peruano marcou duas vezes na vitória por 3 a 2 sobre os chilenos. Resultado garante o time colorado no mata-mata com duas rodadas de antecedência

Inter está classificado às oitavas de final da Libertadores. A vitória por 3 a 2 sobre o Palestino, nesta terça-feira (9), no Beira-Rio, colocou a equipe de Odair Hellmann na próxima etapa do torneio — o primeiro a garantir matematicamente a sua vaga. Uma nova vitória, sobre o Alianza, em Lima, dará aos colorados a primeira colocação. A outra boa notícia é que surge uma dupla de ataque que há tempos o Inter não tinha: Nico López (dono de três assistências) e Paolo Guerrero (autor de dois gols). A má notícia: o Inter abriu 2 a 0 ainda no primeiro tempo, permitiu de novo o empate em casa (assim como contra o River Plate), mas, desta vez, conseguiu o terceiro gol. No domingo, o Inter recebe o Grêmio, na partida de ida das finais do Gauchão.

Inter e Palestino começaram em ritmo frenético. Com menos de dois minutos, os donos da casa já haviam chegado três vezes à cara do gol. Três! Em uma delas, Guerrero só não marcou porque chegou um milésimo atrasado na bola. Em seguida, foi a vez dos chilenos. E foram cerca de três longos minutos no campo de defesa colorado. Marcelo Lomba precisou colocar uma bola arisca a escanteio.

Tamanha eletricidade se manteve nos minutos seguintes. E, aos 10 minutos, em uma jogada que teve início com Patrick recuperando uma bola na entrada da área palestina, Edenilson recebeu e passou para Nico, que correu pela ponta da área e cruzou para a pequena área, onde Guerrero entrava correndo. Mas, antes que a bola chegasse ao peruano, Patrick surgiu, se antecipou ao goleiro e empurrou a bola para dentro do gol: Inter 1 a 0.

O gol de Patrick começou a abrir caminho para a classificação antecipada no Grupo A da Libertadores. Com a vantagem no placar e um estádio vivo, o time de Odair Hellmann seguiu avançando. Aos 21 minutos, Nico roubou uma bola no campo de defesa, partiu para cima da defesa chilena e encontrou Guerrero. O peruando invadiu a área, tirou um zagueiro da jogada e bateu sem chances para o goleiro Ignácio González.

Com o 2 a 0, o Inter manteve o seu repertório em casa na Libertadores: tenta definir o jogo ainda no primeiro tempo. Deu certo contra o Alianza Lima, mas o River Plate acabou buscando o empate. O Palestino não parecia que complicaria as coisas para o Inter, como fizeram os argentinos.

Mas, aos 40 minutos, o Palestino descontou — assim como havia feito o River, dias atrás. Após cruzamento na área, Cuesta cortou a bola para cima, ninguém se apresentou para afastar, e Fernández ficou sozinho na pequena área. Lomba saiu mal, Fernández cabeceou, a bola deu na trave e, no rebote, o mesmo Fernández concluiu ao gol vazio. Em seguida, o Inter marcou com Nico López, mas o gol foi (mal) anulado, por impedimento. Assim, um perigoso 2 a 1 correu para o intervalo.

No segundo tempo, logo a um minuto, Nico entregou um contra-ataque ao Palestino. Após cruzamento na área, Moledo falhou e Passerini empatou. Um gol inesperado, em um lance de novo recheado de erros colorados. Se a vaga estava na mão, aos poucos, ela parecia fugir entre os dedos colorados. O time travou com o empate. A magia dos minutos iniciais deu lugar a um cenário fúnebre — aos 12 minutos, a torcida começou com muxoxos e apupos, a cada lance errado.

O ar pesado que pairava sobre o Beira-Rio foi dizimado pela dupla que habla: Nico e Guerrero — de novo. Aos 20 minutos, o uruguaio cruzou na área e o peruano venceu a disputa com a defesa para marcar de cabeça: 3 a 2. O Inter tomou a frente no placar uma vez mais e, desta vez, não cedeu um novo empate — mesmo jogando os minutos finais com um jogador a menos, após a expulsão de Parede. Resultado: vaga às oitavas.

LIBERTADORES — 4ª RODADA DO GRUPO A — 9/4/2019

INTER (3)
Marcelo Lomba; Zeca, Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado (Rithely, 24’/1°), Edenilson, Patrick (Guilherme Parede, 14’/2°), D’Alessandro (Pottker, 38’/2°) e Nico López; e Paolo Guerrero.
Técnico: Odair Hellmann

PALESTINO (2)
Ignácio González; Guillermo Soto, Alejandro González, Del Pino (Enzo Guerrero, int.) e Brayan Véjar; Julián Fernández, Agustin Farías, César Cortés (Ahumada, 32’/2°) e Diego Rosende; Luis Jiménez e Lucas Passerini.
Técnico: Ivo Basay

Gols: Patrick (I) aos 10min e Guerrero (I), aos 21min, e Fernández (P), aos 40min do primeiro tempo; Passerini (P), a 1min, e Guerrero (I), aos 20min do segundo tempo
Cartões amarelos: Patrick, Guilherme Parede, D’Alessandro (I); Alejandro González, Del Pino, Enzo Guerrero, Ahumada (P)
Cartão vermelho: Guilherme Parede (I)

Renda: R$  1.836.545
Público: 41.410 (com 38.469 pagantes)
Arbitragem: Carlos Orbe, auxiliado por Byron Romero e Edwin Bravo (trio equatoriano)
Local: Estádio Beira-Rio

PRÓXIMO JOGO — GAUCHÃO
INTER X GRÊMIO
Domingo, 14/4 — 16h

Ainda não tem o app Colorado GaúchaZH? Acesse todas as informações sobre o Inter na 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *