Conheça a escola de Alvorada onde os alunos servem “três conchadas de galinha”

É do colégio municipal Frederico Dihl a merenda que ficou famosa após áudio de estudante para amigo viralizar no WhatsApp

O áudio gravado pelo estudante Pierre Silva Chagas, 15 anos, que viralizou no WhatsApp e em outras redes sociais está sendo motivo de alegria para as cozinheiras da Escola Municipal de Ensino Fundamental Frederico Dihl, em Alvorada. Na gravação, o guri elogiou o almoço que estava sendo servido e brincou com um colega que havia faltado à aula naquele dia, perdendo a refeição.

O colégio no bairro Americana pode ser considerado um ponto fora da curva: o prédio bem cuidado, os alunos uniformizados e a rotina com duas refeições diárias contrastam com as notícias de descaso com o ensino público.

Quem comanda o refeitório da escola são três mulheres, Cheila Adriana, 43 anos, Camila Oliveira, 29 anos e Ivone Teixeira, 61 anos. Cheila e Camila estão há cerca de meio ano trabalhando na cozinha da instituição. Ivone está há mais tempo, cerca de um ano e meio. Nesta terça (9), enquanto preparavam mais um almoço para as turmas do primeiro ao nono ano do colégio, as três eram só sorrisos com os elogios da gurizada.

— A gente se sente bem quando eles vêm nos dizer que a comida está boa — relata Cheila.

Para Ivone, depois que o áudio se espalhou, os alunos tem falado mais ainda da qualidade da merenda. O reconhecimento do trabalho deixa a cozinheira realizada:

— É uma felicidade grande ter o trabalho reconhecido.

Além das iscas de galinha citadas por Pierre no áudio, o guri afirma ainda que outros pratos da escola são conhecidos e fazem sucesso entre os alunos. Ele cita, por exemplo, os “famosos cubos suínos”, os quais diz serem “realmente muito bons”. Nesta terça-feira, durante a visita de GaúchaZH à escola, o cardápio para o almoço tinha polenta, carne, arroz, feijão e salada de alface. Além desta refeição, os pequenos recebem também o café da manhã.

Na gravação que está fazendo sucesso, Pierre ainda narrou a proeza com a qual aproveitou a distração da monitora Tânia de Fátima Gomes da Silva, 57 anos, para se servir de mais “três conchadas de galinha”. Para a monitora, que trabalha há 20 anos na escola e também já foi cozinheira, a situação retratou algo positivo, ao menos.

— Mostra que a merenda estava boa, que gostaram da comida — diverte-se ela.

Quem comanda o refeitório da escola são três mulheres: Cheila, Camila e Ivone
A dupla com Viviane Dutra secretaria de educação do município e a diretora da escola
 
 
fonte GauchaZH Fotos: Eduardo Porto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: