Brigada Militar encerra operação das eleições com 233 prisões

Foram 169 casos de boca de urna

Santinhos no chão, pessoas paradas com bandeiras em esquinas e entrega de colas para eleitores. Essas foram algumas situações verificadas junto a alguns locais de votação em Porto Alegre, especialmente na zona Norte, durante este domingo de eleições.

Junto à Escola Décio Martins Costa, no bairro Rubem Berta, além dos papéis no chão, foi possível ver pessoas entregando os santinhos e outras carregando bandeiras. Com a chegada da viatura da Brigada Militar, o grupo dispersou.

Segundo a Brigada Militar, 233 pessoas tinham sido presas por crime de menor potencial ofensivo (boca de urna) e uma por agressão, no Estado. Na Capital, até as 20h, pelo menos nove pessoas foram detidas por crime eleitoral. Quatro por boca de urna, uma por desacato e quatro por propaganda irregular, como fazer bandeiraço. Em todos os casos, foi gerado termo circunstanciado (TC). Foram apreendidos 878 panfletos.

 

Correio do Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: