A Polícia Civil esclareceu detalhes sobre a chacina ocorrida em junho em Viamão onde sete pessoas foram mortas a tiros

De acordo com a polícia, um homem consumiu cocaína na noite do crime e agiu sozinho.

A Polícia Civil esclareceu na manhã desta segunda-feira (30) detalhes sobre a chacina ocorrida em junho, em Viamão, na Região Metropolitana de Porto Alegre. Na ocasião, sete pessoas foram assassinadas por um homem. De acordo com a polícia, o homem consumiu cocaína na noite do crime e agiu sozinho.

Ele foi encontrado morto dentro de um valão, possivelmente por overdose da cocaína consumida para cometer os assassinatos em série. Em um primeiro momento, ele foi considerado a oitava vítima do caso.

Conforme a Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção à Pessoa de Viamão, foi constatado que o crime tratou-se de uma desavença interna de um grupo de tráfico de drogas que atua entre os bairros Parque Índio Jari e Vila Augusta. O autor das execuções havia sido expulso da área pelo responsável pelo tráfico de drogas na região e decidiu então pela vingança.

A chacina

Sete pessoas foram mortas a tiros, na madrugada de 19 de junho, em uma chacina Viamão. As vítimas foram quatro mulheres e três homens.

Conforme a BM (Brigada Militar), as vítimas foram executadas simultaneamente em três pontos diferentes, próximos um ao outro, no limite dos bairros Parque Jari e Vila Augusta, pouco antes da 0h. Três mortes ocorreram na rua Guarapari, três na rua Professor de Freitas Cabral e uma na rua Araranguá.

Uma criança e um cadeirante teriam presenciado os assassinatos de algumas das vítimas, conforme a polícia. Três dos mortos não tinham antecedentes criminais e uma das mulheres usava tornozeleira eletrônica.

Fonte: O Sul

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: